domingo, 27 de junho de 2010

Versos inversos...


Não pergunte por onde ando...
o que quero fazer ou ser...
caminho nas nuvens
sem vontade de descer.

Quero o azul do céu
da paz
Quero o vermelho do desejo
do tesão...
E dai que são antagônicos?

Quero mais é importunar os prostados...
levantar labaredas nos arcanjos
acalmar os demônios
aguçar os anjos...

Quero mais
é gargalhar de seu espanto
infrigir leis da sanidade
e respirar a loucura...
da liberdade.

rsrsrsrsrsrsrsr....

sábado, 26 de junho de 2010

terça-feira, 22 de junho de 2010

Movimento da luz pela luz

Somos partículas de um ser maior,
divinos e perfeitos.
É preciso nos tornarmos concientes dessa plenitude divina
é preciso ajudarmos nossos irmãos a viverem a sua luz.
Precisamos ajudar outros à acordarem de seus pesadelos,
a se libertarem de culpas, medos, autopiedade e tudo que os fazem frágeis.
Amar é atitude!

sábado, 19 de junho de 2010

sábado, 12 de junho de 2010

Dia dos Namorados...


Você...
um amor cuidado
sonhado.
Nós...
um sonho
realizado.
Obrigada por cada olhar amoroso, por cada beijo, carinho,
Obrigada pelo sorriso matutino e o beijinho de boa noite.
Obrigada por me fazeres necessária, amada, sentida.
Obrigada por cada minuto feliz com você.

sexta-feira, 11 de junho de 2010

quarta-feira, 9 de junho de 2010

Células


Quanto mais estudo, mais silencío em intentos meditativos...
e assim permito a intuição, a canalização com o que existe de mais puro.
A fé raciocinada, sentida, experimentada, nos permite enriquecimentos verdadeiros, desdobramentos espirituais na qual nos liberta de desejos fulgazes.
Nós como seres pensantes e sensiveis não podemos continuar nas beiradas do conhecimento, escravizados por verdades que nos encerram na ignorancia.
Como parte de um todo divino, somos responsáveis uns pelos outros,
Imagine um corpo com células doentes e outras sadias, assim somos nós...
Por isso é importante a cura pela profunda transformação espiritual e esta é individual,
imposta por uma conciência maior.
Em sínteze, cabe a cada um a escolha de continuar na superficialidade do existir sem viver.

sábado, 5 de junho de 2010